Projeto ECA inicia trabalho no terceiro núcleo em Piracicaba

*Texto e fotos: Leonardo Moniz/Selam

Trezentas crianças e adolescentes na faixa etária dos 11 aos 15 anos participaram na última sexta-feira, 05/08, de uma dinâmica promovida pelo Instituto Família Barrichello na Escola Estadual Professor Francisco Mariano da Costa, no bairro Novo Horizonte, em Piracicaba. A atividade deu início ao trabalho no terceiro núcleo instalado na cidade do Projeto ECA – Esporte e Cidadania em Ação, que tem o apoio da Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras (Selam) e da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads). O projeto também é desenvolvido no Ginásio Poliesportivo Roberto Filetti, no bairro Vila Sônia, e no Centro Social do Santo Antônio.

A EE Prof. Francisco Mariano da Costa é sede do terceiro núcleo do projeto em Piracicaba

A EE Prof. Francisco M. da Costa é sede do terceiro núcleo do projeto em Piracicaba

A dinâmica realizada na última semana teve a presença de 300 alunos, que foram divididos em dois grupos de 150 e participaram de um circuito de atividades esportivas como corridas, deslocamentos, saltos, jogos de estratégia, raciocínio rápido e agilidade, e resgates de brincadeiras, totalizando seis estações. A iniciativa teve como principal objetivo apresentar o projeto aos estudantes e integrá-los através do contato com o esporte. De acordo com a coordenadora do ECA em Piracicaba, Kátia Modesto, a expectativa é criar três novas turmas fixas e exclusivas para os alunos da escola – duas no período da manhã e uma à tarde.

“Nesse primeiro dia de atividades com a nova escola, um novo núcleo que estamos iniciando, montamos seis estações para que os alunos pudessem vivenciar um pouco do jogo, do esporte e da brincadeira, mas também da regra e da cooperação. O objetivo principal foi mostrar o trabalho que o Instituto Família Barrichello realiza e atrair os alunos para a prática esportiva. Essa é uma dificuldade real que enfrentamos, devido à pandemia da Covid-19, que afetou questões emocionais e comportamentais”, afirmou a coordenadora, que destacou a parceria com a Escola Estadual Professor Francisco Mariano da Costa.

“As nossas propostas têm muita sinergia, temos ideias que estão alinhadas com o que a escola deseja para esses alunos. Através do jogo e da brincadeira, conseguimos conciliar com o que eles aprendem na sala de aula. Isso somado aos temas transversais que nós trazemos, como o mundo do trabalho, os comportamentos, a identidade e a autonomia, ou seja, tudo conforme os pilares da educação que nós trabalhamos. O nosso planejamento estratégico também tem muita conexão com o trabalho que a escola desenvolve. É diferenciado, tem um olhar de ‘fazer diferente’ e de buscar parceiros. Isso ficou nítido no alinhamento pedagógico”, elogiou Kátia.

Na aula de apresentação, os educadores estimularam os movimentos físico-esportivos

Na aula de apresentação, os educadores estimularam movimentos físico-esportivos

PLANEJAMENTO

O Projeto ECA, financiado via Lei de Incentivo ao Esporte e patrocinado pela Caterpillar, é uma das ações idealizadas pelo Instituto Família Barrichello, que atua há 17 anos com diferentes programas em organizações sociais, movimentos e espaços públicos localizados em bairros com registro de alta vulnerabilidade social e econômica. As propostas ‘casaram’ desde o início com o planejamento escolar, segundo o diretor Maurício Puiti Brasil. “Nós trabalhamos com a autoestima, o resgate de identidade e a valorização do ser humano, visando estimular os sonhos. É uma parceria que atua em prol da integridade das pessoas em todas as esferas”, contou o diretor, enaltecendo a relação entre esporte e educação.

“Nós precisamos valorizar e estimular a criatividade das crianças através do esporte. A prática esportiva traz disciplina, trabalho coletivo, respeito e, inclusive, valoriza os direitos deles. Isso está totalmente interligado com o aspecto acadêmico. A dinâmica do esporte já entusiasmou muito os nossos alunos e creio que isso vai refletir bastante nas salas de aula. A semente está plantada, mas temos que regar e colher os frutos, afinal, nós acreditamos que a educação transforma”, completou Brasil.

Mais informações sobre o Projeto ECA podem ser obtidas no site institutobarrichello.org.br, e-mail katia@institutobarrichello.org.br ou pelo Instagram @instituto.barrichello.




‹ Voltar