2º Caipirandando amplia número de participantes

Noventa e cinco pessoas participaram neste fim de semana do 2º Caipirandando, atividade que reúne caminhada e pedal, realizada pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras (Selam). O número de participantes mais do que dobrou o registrado na primeira edição, em novembro, quando houve 40 inscritos. O evento do último sábado, 11/12, que teve um percurso total de 18,5 km de caminhada, teve o suporte da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (Semuttran) e da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Sema).

Antes do início da caminhada, os participantes se concentraram no clube da Associação dos Funcionários Públicos Municipais de Piracicaba (AFPMP), no bairro Jardim Caxambu, para o aquecimento comandado pelos professores da Selam. O grupo partiu às 6h20 pela avenida Luciano Guidotti e atravessou a avenida Laranjal Paulista antes de realizar uma pausa de cerca de 30 minutos para hidratação no Centro Comunitário do Campestre. Depois, o trajeto seguiu pela Estrada Municipal Antonio Dias Rodrigues, com a chegada no município de Saltinho.

A segunda edição do Caipirandando reuniu o total de 95 pessoas

A segunda edição do Caipirandando reuniu o total de 95 pessoas

“Tive o privilégio de participar das duas edições. Confesso que estou amando!”, falou a a comerciante Carla Correr, de 48 anos. O primeiro Caipirandando saiu do Engenho Central e teve o balneário de Ártemis como destino final. “Se dependesse de mim, aconteceria todo mês. Já divulguei para várias pessoas. É uma atividade que faz bem para o corpo, fisicamente falando, e também faz bem para a mente e para a alma. Tem sempre uma parte do percurso que passa por uma área rural, com ar puro, muito ‘verde’ e uma paisagem é maravilhosa. Isso sem contar as amizades que fiz. Adorei a iniciativa e espero que dure muitos anos”, completou Carla.

Já o analista de compras Enzo Polisel Bonazzi, de 21 anos, que participou da atividade pela primeira vez, também quer repetir a dose. “Foi um evento muito bem organizado e estruturado. Mesmo tendo participado apenas de uma edição, aguardo ansiosamente pelos próximos Caipirandando. O clima de alegria realmente nos contagia e nos anima a continuar e querer mais! Em boas companhias, até o cansaço e as dores se tornaram motivos de risadas”, disse.

De olho em 2022, a Selam já trabalha para atender as expectativas dos participantes. De acordo com o chefe do setor de eventos da secretaria, Alexandre Nascimento, o objetivo é realizar 12 edições do Caipirandando na próxima temporada, uma por mês. “Está sendo uma experiência muito legal e notamos que está despertando bastante interesse das pessoas. A ideia é fazer uma ação por mês em 2022”, falou. “Estamos bastante animados com a iniciativa. A tendência é aumentar ainda mais a presença dos munícipes”, finalizou a coordenadora do Programa de Atividades Motoras (PAM), Mônica Graner.




‹ Voltar